Virada Cultural 2018 no Sesc Pompeia | 19 e 20/5 | TVPAULISTA.com Televisão para dispositivos móveis

Nos dias 19 e 20 de maio, Sesc Pompeia recebe programação especial para a Virada Cultural   Dezesseis atividades gratuitas de música, teatro, dança, artes visuais e circo ocupam os espaço da Unidade   Nos dias 19 e 20 de maio de 2018, o Sesc Pompeia pa...

arte, cultura, teatro, shows, pinturas, cinema, vídeo, exposição, museu, pintura

Mai
19

Virada Cultural 2018 no Sesc Pompeia | 19 e 20/5

Publicado por: Editor
19/05/2018 10:00 AM - 20/05/2018 06:44 PM -
Divulgação
Divulgação

Nos dias 19 e 20 de maio, Sesc Pompeia recebe programação

especial para a Virada Cultural

 

Dezesseis atividades gratuitas de música, teatro, dança, artes visuais e circo ocupam os espaço da Unidade

 

Nos dias 19 e 20 de maio de 2018, o Sesc Pompeia participa da programação da 14ª edição da Virada Cultural, uma parceria entre o Sesc São Paulo e a Secretaria Municipal da Cultura. Nas unidades do Sesc aqui na capital, são mais de 300 atividades, englobando espetáculos musicais e cênicos, intervenções, exibições de filmes, exposições e oficinas.

 

A Pompeia é uma das 17 unidades da instituição que estendem o seu horário de funcionamento no fim de semana de 19 e 20/5 para receber a Virada Cultural. O Sesc Pompeia encerra suas atividades às 2h da manhã do dia 20, reabrindo na manhã do domingo. Ao todo, 16 atividades ocupam os espaços da unidade, localizada na zona oeste. São apresentações, intervenções, instalações, exposições e exibições, todas com entrada gratuitas.

 

“Inspirada na NuitBlanche francesa, a Virada Cultural convida a população a ocupar o centro de São Paulo e os equipamentos culturais da cidade para fruir as diversas linguagens artísticas. O Sesc, desde a primeira edição do evento, em 2005, entende a importância dessa iniciativa e participa como parceiro, estendendo os horários de programação para receber o público paulistano nas unidades na capital”, afirma Joel Padula, superintendente técnico social do Sesc São Paulo.

 

A participação do Sesc na realização da Virada Cultural cumpre com o objetivo institucional de colaborar com a política cultural do município, promovendo não apenas a ocupação das ruas e dos equipamentos de lazer e cultura de uma forma diferenciada, mas que se reverte em benefícios diretos à população.

 

Confira as atividades que ocupam o Sesc Pompeia:

 

SÁBADO, dia 19 de maio:

10h a 1h: Artes Visuais | Plano Expandido: Lucia Koch – A Longa Noite

10h a 1h: Artes Visuais | Lugares do Delírio

16h: Dança | Jam 20!

18h: Música | Entre Malandras e Bandidas

18h a 1h: Artes Visuais | Corpo Resistência: Minimostra de Videoarte

19h30: Artes Visuais | Desenhaço

20h: Música | Heavy Baile convida Rasha Show

20h30, 22h e 23h30: Dança | Atravessamentos

21h: Teatro | Fedra

21h30 e 23h: Dança | Regra de Três: Pequeno Estudo Verborrágico

22h: Artes Visuais | Como um jabuti matou uma onça e fez uma gata de um de seus ossos

 

DOMINGO, dia 20 de maio:

1h: Música | Corpos Livres. Com Não Recomendados, Alma Negrot, Jonata Doll, São Yantó e Jaloo

9h às 19h30: Artes Visuais | Corpo Resistência: Minimostra de Videoarte

10h, 11h, 15h e 16h: Oficina | Ateliê Móvel: A alma, o corpo e a matéria

10h às 19h30: Artes Visuais | Plano Expandido: Lucia Koch – A Longa Noite

10h às 19h30: Artes Visuais | Lugares do Delírio

12h: Teatro | Inimigos

14h: Circo | Bloco Unidas Seguiremos

15h: Dança | Regra de Três: Pequeno Estudo Verborrágico

16h: Dança | Jam 20!

17h30: Artes Visuais | Desenhaço

18h: Teatro | Fedra

18h: Música | Corpos Livres. Com Simone Mazzer, Ava Rocha, Verónica Valenttino, Ekena, Angélica Huston e Tássia Reis.

 

Retirada de ingressos para a Virada Cultural no Sesc Pompeia:

- A Virada Cultural no Sesc Pompeia acontece das 18h do sábado, 19/5, até as 18h do domingo, 20/5.

- A retirada antecipada de ingressos é necessária para apresentações que ocorrem em espaços fechados no Sesc, conforme a capacidade de cada local. No Sesc Pompeia, quatro atividades necessitam de retirada prévia de ingressos. São elas: Fedra / Corpos Livres com Não Recomendados, Alma Negrot, Jonata Doll, São Yantó e Jaloo / Heavy Baile convida Rasha Show / Corpos Livres com Simone Mazzer, Ava Rocha, Verónica Valenttino, Ekena, Angélica Huston e Tássia Reis. 

- Os ingressos para todos os espetáculos são gratuitos e estarão disponíveis pela Rede Sesc para o público a partir das 17 horas do sábado, dia 19 de maio, nas bilheterias das unidades do Sesc SP.

- A retirada dos ingressos seguirá a ordem de chegada na bilheteria das unidades e a capacidade dos teatros e locais de realização.

- São oferecidos dois ingressos por pessoa para cada espetáculo, limitado a três espetáculos diferentes, visando dar maior oportunidade a todos os interessados.

- Para os espetáculos de teatro infantil, serão oferecidos até quatro ingressos por apresentação, para até três apresentações diferentes, desde que os horários não coincidam.

 

Confira os detalhes da programação da Virada Cultural no Sesc Pompeia:

 

Teatro

Fedra | com Club Noir

Dia 19, de maio sábado, às 21h

Dia 20 de maio, domingo, às 18h

Inspirado pela obra de Eurípedes, escrita na Grécia antiga, Racine compõe sua tragédia, aqui adaptada e dirigida por Roberto Alvim, do Club Noir. Nessa narrativa, Fedra (interpretada por Juliana Galdino, vencedora do Prêmio Shell de melhor atriz por “Medéia”) é casada com o rei Teseu. Ela se apaixona por Hipólito, filho de seu marido. Quando Teseu é declarado morto na guerra, Fedra cria coragem e declara seu amor por seu enteado. Mas Teseu retorna e, ao descobrir a paixão incestuosa de sua esposa por seu filho, precipita uma série de eventos que conduzem o reino à catástrofe. Obra suprema do espírito humano, Fedra é a tragédia que brota do medo mais terrível: o de se apaixonar por aquilo que a sociedade, com sua leis e regras, não permite. A peça propõe uma discussão sobre a sexualidade feminina e sua dissonância em relação aos papéis sociais de mãe, esposa, cidadã... 
O texto de Racine, escrito na França em 1677, imortalizou-se na história do teatro, tendo sido encenado por alguns dos maiores diretores contemporâneos. A grande montagem brasileira foi realizada por Augusto Boal e protagonizada por Fernanda Montenegro em 1986.

Local: Teatro. Não recomendado para menores de 14 anos. Retirada de ingressos a partir das 17h do dia 19/5, nas bilheterias das unidades do Sesc SP.

 

Música

ENCONTRO | Entre Malandras e Bandidas | com Deize Tigrona e MC Fantinossa

Dia 19 de maio, sábado, às 18h

Nesse encontro, mulheres MCs que vivenciam diferentes realidades no funk conversam sobre a importância do corpo como linguagem, a visibilidade e a resistência femininas neste gênero musical. Deize Tigrona, trabalhava como faxineira até que sua carreira musical começasse a fazer sucesso. Foi sampleada por M.I.A, na canção Bucky Done Gun,  e produzida pelo DJ DiploMC Fatinossa trabalhou como feirante em diversas bancas nas feiras livres, atuou como agente comunitária, e se entendendo como atuante em meio a problemas sociais, foi vice-presidente da Associação de Moradores, conselheira da Juventude; Conselheira do Idoso; Conselheira de Cultura; e Conselheira LGBT no município de Mauá. É representante da Liga do FUNK, e busca garantir espaço para a cultura do funk em Mauá, em âmbito Estadual e Nacional. Também é conhecida pela luta em favor dos direitos das mulheres e contra a gordofobia. 

Local: Área de Convivência. Livre. Assentos limitados.

 

Heavy Baile convida RaSHa SHow

Dia 19 de maio, sábado, às 20h

Coletivo carioca, responsável por festas em todo o Brasil e conhecido pela fusão de funk carioca e música eletrônica. Formado em 2013, o grupo mistura sons eletrônicos com os “batidões” tradicionais perpetuados pelo funk, com um resultado de reafirmação e empoderamento musical e cultural da periferia negra.

RaSHa SHow é uma performance. Os dançarinos Izabelle FrotaCleyde Silva e Yang Dallas realizam uma batalha de break dance ao som de funkrap e dance music, em que o público determina o vencedor. O coletivo piauiense buscou referências em competições de b-boys e b-girls para criar uma versão irreverente do concurso.

Local: Comedoria. Não recomendado para menores de 18 anos. Retirada de ingressos a partir das 17h do dia 19/5, nas bilheterias das unidades do Sesc SP.

 

Corpos Livres com Não Recomendados | com Alma Negrot, Jonnata Doll, São Yantó e Jaloo

Dia 20 de maio, domingo, a 1h

Não Recomendados é um espetáculo com a união de três autores intérpretes: Caio PradoDaniel Chaudon e Diego Moraes. Todos inquietos e com a mesma vontade: transformar, questionar e provocar os padrões comportamentais da sociedade. Nesse show especial, pensado para o Sesc Pompeia durante a Virada Cultural 2018, eles se unem a artistas de fôlego para celebrar a noite. A drag queen Alma Negrot dilui certezas e conceitos e junta tudo em um quebra-cabeça híbrido feito de tinta, cor e maquiagem. Jaloo mistura sua sonoridade regional a beats eletrônicos, influências das florestas e rios do Norte do Brasil, transformadas em uma musicalidade única e memorável. Jonnata Doll reflete a cidade pelo olhar de um cara suburbano que acha que a vida dos esquecidos tem potencial para uma incrível história. São Yantó, também conhecido como o Lineker, é bailarino, cantor, performer, produtor e diretor. Sua arte não se define por um segmento artístico específico ou recortado, mas pelo cruzamento das diversas experiências, tendo como eixo central de suas criações o estudo das intersecções poéticas entre o movimento e a voz.

Local: Comedoria. Não recomendado para menores de 18 anos. Retirada de ingressos a partir das 17h do dia 19/5, nas bilheterias das unidades do Sesc SP.

 

Corpos Livres | com Simone Mazzer, Ava Rocha, Verónica Valenttino, Ekena e Tássia Reis

Dia 20 de maio, domingo, às 18h

Simone Mazzer atrai um público ávido por guardar consigo algo da experiência que é ouvi-la. Ava Rocha é cantora, compositora e cineasta; lançou dois discos: 'Diurno' e 'Ava Patrya Yndia Yracema'. As canções intimistas e densas trazem a tona os relacionamentos interpessoais e a luta incessante de Ekena em ser mulher em meio a uma sociedade machista. Tássia Reis é compositora e cantora, nascida em Jacareí, que faz do hip hop sua arma contra e a favor do mundo. Valeria Houston nasceu Rodrigo Samuel Barcellos, em Santo Ângelo, Rio Grande do Sul. O menino que cantava com voz de menina enfrentou preconceitos, passou dificuldades, quebrou barreiras, atravessou fronteiras e resolveu assumir-se plenamente. Verónica Valenttino é vocalista da banda Verónica Decide Morrer, um suspiro de criatividade na pasmaceira do rock nacional.

Local: Comedoria. Não recomendado para menores de 18 anos. Retirada de ingressos a partir das 17h do dia 19/5, nas bilheterias das unidades do Sesc SP.

 

Dança

Atravessamentos | com grupo Díade

Dia 19 de maio, sábado, às 20h30, 22h e 23h30

Com folhas secas que vão delimitando um espaço ritual e instrumentos anexados ao corpo, a Díade interrompe os processos mecânicos no cotidiano, promovendo ativações em espaços de fluxos, onde sons de trompete, interações com os transeuntes, evoluções de piston cretino e os movimentos dos corpos exploram possibilidades e tangências sensíveis de leituras na arquitetura humana dos espaços urbanos.

Local: Área de Convivência. Livre.

 

Regra de Três: Pequeno Estudo Verborrágico | com [-MOS]

Dia 19 de maio, sábado, às 21h30 e 23h

Dia 20 de maio, domingo, às 15h

Três performers invadem o espaço público, cada qual realizando uma função distinta, ainda que intercambiável. Uma delas se move sem parar, articulando a multiplicidade de estímulos que a cidade emite em uma dança fragmentada. A outra fala ininterruptamente, em um microfone que pode se afastar ou se aproximar do pedestal, com um discurso que por vezes se cola, por vezes se descola daquilo que a performer vê, alternando múltiplos registros: descrição, discurso teórico, ficção, canto. A palavra desloca o movimento, que transfigura a palavra: aquele que dança é narrado, analisado, refletido, deslocado, recolocado, julgado; ao mesmo tempo, aquele que fala se revela, se observa e se expõe. Resta ainda uma terceira função: coringa, essa performer tem a prerrogativa de entrar e sair do jogo; provoca, interfere, desmonta e reconstrói a ação das demais, utilizando uma variedade de recursos - palavras de ordem proferidas em um megafone, compartilhadas pelo espectador; palavras sussurradas nos ouvidos das outras performers, desconhecidas do público; palavras e signos escritos em placas de papel; interferências sonoras; introdução de objetos ao jogo; mudanças de relação no espaço. Pode ainda propor trocas de função e permitir que o espectador interfira, tomando de assalto o megafone e a palavra. As duas primeiras devem sempre responder aos estímulos dados pela terceira, não podem ignorá-los.

Local: Área de Convivência. Livre.

 

Artes Visuais

Plano Expandido: Lucia Koch – A longa Noite

Dia 19 de maio, sábado, das 10h a 1h

Dia 20 de maio, domingo, das 10h às 19h30

A artista Lucia Koch ressignifica a linguagem do desenho, comumente atrelada à escala reduzida do papel e à grafia dos materiais, e dialoga com os efeitos da luz sobre os corpos e a construção de estruturas lúdicas interativas. Pensando nisso, Lucia concebeu a obra “A longa noite”, que revisita sua experiência com o uso de filtros de cor e acrescenta no trabalho os elementos estruturais das treliças usadas na arquitetura de Lina Bo Bardi para dar um sentido lúdico às estruturas, disponíveis ao livre manuseio do público.

Local: Hall do teatro. Livre.

 

Lugares do Delírio

Dia 19 de maio, sábado, das 10h a 1h

Dia 20 de maio, domingo, das 10h às 19h30

Idealizada por Paulo Herkenhoff e curada por Tânia Rivera, a mostra reúne trabalhos e práticas significativas em torno do delírio e da dimensão produtiva da loucura, especialmente a partir dos anos 1940, com o trabalho da Dra. Nise da Silveira no Centro Psiquiátrico Nacional e do Dr. Osório Cesar no Hospital Psiquiátrico do Juqueri. A exposição apresenta cerca de 150 trabalhos – entre instalações, mapas, performances, pinturas e objetos – de diversos artistas, como Cildo Meireles, Laura Lima, Anna Maria Maiolino, Arthur Bispo do Rosário, Fernand Deligny, Lygia Clark, Raphael Domingues, Gustavo Speridião, Fernando Diniz, Cláudio Paiva, Geraldo Lúcio Aragão e outros. Trata-se de uma reflexão política, ética e estética sobre loucura e arte.

Local: Área de Convivência. Livre.

 

Corpo Resistência: Minimostra de Videoarte

Dia 19 de maio, sábado, das 18h a 1h

Dia 20 de maio, domingo, das 9h às 19h30

Tomando a liberdade e a equidade como temas norteadores, a programação proposta contrapõe ideias cristalizadas e conservadorismos comportamentais, esgarçando barreiras e convocando o público a tornar-se um catalisador biopolítico afirmando o lugar de construção sociopolítico do indivíduo e suas perspectivas de atuação na sociedade.  Programação: JONATHAS DE ANDRADE (O LEVANTE, 2012-2014) / CINTHIA MARCELLE E THIAGO MATA MACHADO (Rua de Mão Única, 2013) / REGINA PARRA (SOBRE LA MARCHA (O SOBREVIVENTE), 2016) / MATHEUS ROCHA PITTA (Drive Thru #1, 2007) / LAIS MYRRHA (Bestiário, 2005) / FÁBIO TREMONTE (RED FLAG, 2011).

Local: Rua Central. Livre.

 

Desenhaço

Dia 19 de maio, sábado, às 19h30

Dia 20 de maio, domingo, às 17h30

Oficina que propõe um olhar atento à representação do corpo e traz para a pauta, por meio do exercício do desenho, a ausência de determinados corpos e etnias e a possibilidade de construir uma nova narrativa da arte, por meio da qual o público atua enquanto produtor de novas imagens. Um espaço cênico será montado em formato de arena, com palco, controle de luz, adereços e objetos cênicos. Quatro modelos serão orientados por uma artista-educadora, Kátia Salvany, convidada dessa edição. A figura do modelo e o olhar do público são ambos os protagonistas: corpos não convencionais ganham espaço pela observação e gesto dos participantes. O corpo fora da norma, desobediente e singular, torna-se campo aberto para a criação de um novo código visual. A ação se apresenta como uma excelente oportunidade para o público experimentar diferentes olhares no que tange a composição do desenho, forma, figura, fundo, luz, sombra, entre outros aspectos.

Local: Espaço Cênico. Não recomendado para menores de 18 anos. Retirada de ingressos com uma hora de antecedência.

 

Como Um Jabuti Matou Uma Onça e Fez uma Gaita de um de Seus Ossos | com Renan Marcondes

Dia 19 de maio, sábado, às 22h

A performance apresenta, em loop, a imagem de um corpo masculino subjulgado por um objeto: um sapato de salto alto laranja cujo salto é uma estaca de 30 centímetros. Impossibilitado de ficar em pé e ocupar uma posição ereta, masculina e dominadora, esse corpo transita lentamente pelo plano horizontal através de uma coreografia que condensa imagens referentes à objetificação do corpo feminino na história da arte ocidental.

Nessa versão, há uma performer infiltrada que entrega um livro que deve ser lido junto da observação da performance, enquanto sussurra uma frase secreta no ouvido do público.

Local: Área de Convivência. Livre.

 

Circo

Bloco Unidas Seguiremos | com Circo de Sóladies

Dia 20 de maio, domingo, às 14h

Um grupo de palhaças sai do circo para brincar no carnaval e se dão conta do machismo contido nas marchinhas. Elas subvertem a lógica e convidam o público a cantar o mais novo repertório do Circo di SóLadies. As artistas Kelly Lima,Lilyan TelesTatá Oliveira e Verônica Mello criaram o grupo a partir de diversas inquietações em relação a desigualdade de gênero e da percepção de que havia ainda um pequeno espaço dado à mulher tratando-se de comicidade e linguagem do palhaço. As artistas desenvolvem o repertório do grupo através do improviso e do jogo cênico com elementos fundamentais.

Local: Rua Central. Livre. Duração: 60 min.

 

Crianças

DANÇA

Jam 20! | com Balangadança Cia.

Dias 19 e 20 de maio, sábado e domingo, às 16h

Jam 20! consiste em um exercício de improvisação de dança e música ao vivo, em que a Balangadanca Cia. convida sete parceiros de trabalho/ex-integrantes – criadores que fizeram parte da trajetória da Cia. desde sua concepção – para dançar juntos. É uma forma de juntar danças e artistas de tempos diferentes da companhia em uma grande celebração aberta ao público de todas as idades.

Local: Área de Convivência. Livre. Duração: 90 minutos.

 

TEATRO

Inimigos | com Cia De Feitos

Dia 20 de maio, domingo, às 12h

Em algum lugar que poderia ser uma cidade, uma floresta ou um deserto, há dois buracos. Neles, dois soldados. Inimigos. A guerra os colocou em lados opostos. E assim brincam de inimigos conforme ensinou o manual (que diz tudo sobre o inimigo). Os inimigos são exatamente iguais. Quase sempre assustados, com saudades das famílias, todos nervosos, com frio, calor e fome. Se por acaso um dia eles trocassem de lado, não mudaria nada, ninguém notaria, porque os de lá são iguais aos de acolá. Então, por que lutam?

Local: Teatro. Livre. Retirada de ingressos a partir das 17h do dia 19/5, nas bilheterias das unidades do Sesc SP.

 

OFICINA

Ateliê Móvel: A Alma, o Corpo e a Matéria

Dia 20 de maio, domingo, às 10, 11h, 15h e 16h

O que cabe aqui e tem cor, cheiro, som? O corpo faz pintar, a natureza ajuda a criar, uma Kombi colorida estaciona no Deck para a gente fazer arte e brincar. Programação: “Cores e Aromas”, às 10h (3 a 24 meses) e às 11h (2 a 6 anos); “Panos e Sons”, às 15h (3 a 24 meses) e às 16h (2 a 6 anos);

Local: Deck. Livre.

 

SERVIÇO:

SESC POMPEIA NA VIRADA CULTURAL 2018

Dias 19 e 20 de maio de 2018, das 18h do sábado às 18h do domingo

 

Sesc Pompeia – Rua Clélia, 93.

Não temos estacionamento

R. Clélia, 93 - Pompeia, São Paulo - SP, 05042-000

Imagens do evento

Tags:

Compartilhar

REVENDA MODA INFANTIL

Eventos relacionados

Vídeos relacionados