Infiltração de apoiadores de Bolsonaro nas polícias preocupa governadores | TVPAULISTA.com 100% Internet

A infiltração de apoiantes do Presidente Jair Bolsonaro nas Polícias Militares do Brasil está a preocupar os governadores estaduais.   Na segunda-feira, 23 governadores reuniram-se para apelar a uma pacificação entre Jair Bolsonaro e o Supremo Tribunal...

artigos, jornalismo, reportagens, notícias

Infiltração de apoiadores de Bolsonaro nas polícias preocupa governadores

Publicado por: Editor
25/08/2021 08:05 PM
Agencia Brasil
Agencia Brasil

A infiltração de apoiantes do Presidente Jair Bolsonaro nas Polícias Militares do Brasil está a preocupar os governadores estaduais.

 

Na segunda-feira, 23 governadores reuniram-se para apelar a uma pacificação entre Jair Bolsonaro e o Supremo Tribunal Federal (STF). No encontro, transmitiram a preocupação com a infiltração de apoiadores do Presidente nas Polícias Militares.

 

Segundo o Público, esta tentativa de harmonia entre o Presidente e o tribunal surge depois de Bolsonaro ter apresentado um pedido de destituição do ministro do STF Alexandre de Moraes. A iniciativa, inédita por parte de um Presidente brasileiro, foi rejeitada por parte do Congresso e de outras instituições.

 

O diário escreve que os receios concentram-se todos envolta do dia 7 de setembro, data em que se celebra o Dia da Independência e para a qual estão marcadas várias manifestações, contra e a favor de Bolsonaro. Este clima de tensão pode favorecer a violência nas ruas.

 

No Facebook, Aleksander Lacerda, coronel da Polícia Militar (PM) de São Paulo, apelou à mobilização de apoiadores de Bolsonaro para a manifestação de dia 7 na Avenida Paulista e deixou ataques ao governador do estado, João Doria, e ao STF.

 

Na segunda-feira, o militar foi afastado por ordem de Doria.

O governador de São Paulo está alarmado com a instrumentalização dos militares da PM e disse haver um “estímulo pelas redes sociais para que militantes do movimento ‘bolsonarista’ utilizem armas e saiam às ruas armados”. Em Brasília, há ameaças de invasão do Congresso e do STF no dia 7.

 

No mesmo dia do encontro entre os governadores estaduais, Bolsonaro voltou a levantar suspeitas de que o sistema de voto eletrónico em vigor no Brasil é fraudulento, num sinal claro de que não tem intenções de alinhar nos apelos para uma pacificação.

 

“O que que é a alma da democracia? É o voto. O povo quer que você, ao votar, tenha a certeza de que o teu voto vai para o João ou para a Maria. Não quer que, num quartinho secreto, meia dúzia de pessoas conte os seus votos”, disse Bolsonaro, numa entrevista radiofónica.

 

Bolsonaro desencadeou uma forte campanha contra as urnas eletrónicas e chegou a acusar membros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de participar num esquema para fraudar as eleições presidenciais de 2022 em favor do ex-Presidente Lula da Silva, que lidera todas as sondagens de intenção de voto para as presidenciais.

 

As denúncias sem provas feitas por Jair Bolsonaro levaram o TSE a abrir um processo administrativo contra o Presidente e a pedir que seja investigado pelo Supremo Tribunal Federal por supostamente cometer atentados à democracia e divulgar informações falsas.

 

Originalmente Publicado por: Planeta ZAP //

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar

Comentários