Estudo associa consumo de canábis ao câncer do testículo | TVPAULISTA.com Televisão via Internet

Um novo estudo americano descobriu que homens que fumam canábis todos os dias durante uma década podem ter um risco 36% maior de desenvolver cancro do testículo.   Isto não significa que um em cada três fumadores ávidos de canábis vão desenvolver cânce...

câncer, pele, dermatologia, sintomas, cuidados, mitos, verdades, próstata, testículos, mama

Estudo associa consumo de canábis ao câncer do testículo

Publicado por: Editor
18/12/2019 11:22 AM
Courtesy Shutterstock
Courtesy Shutterstock

Um novo estudo americano descobriu que homens que fumam canábis todos os dias durante uma década podem ter um risco 36% maior de desenvolver cancro do testículo.

 

Isto não significa que um em cada três fumadores ávidos de canábis vão desenvolver câncer, mas sim que o risco de desenvolver a doença é três vezes maior em cada indivíduo. Um artigo sobre o estudo foi publicado no mês passado na revista científica JAMA Network Open.

 

Os investigadores da Universidade Brown, da Universidade da Califórnia e do Memorial Sloan Kettering Cancer Center recorreram a 25 estudos sobre o assunto, que ao todo compreenderam 50 anos de dados recolhidos.

 

Infelizmente, as metodologias dessas investigações eram todas diferentes, o que impediu a equipae de cientistas de retirar melhores conclusões. De qualquer forma, a associação encontrada não é causal, ou seja, não podemos dizer que o canábis causa câncer, pelo menos por enquanto.

 

De qualquer forma, o risco de desenvolver câncer testicular não deve preocupar muito as pessoas, uma vez que é preciso ser um utilizador muito frequente e de longa data da droga para verificar estes efeitos.

 

Vale a pena realçar que não conhecemos totalmente os impactos do canábis na saúde, e os cientistas não gostariam que as pessoas assumissem que a droga não tem consequências.

 

“Detestaria que as pessoas interpretassem isso [o uso medicinal do canábis] como significado de que o uso do canábis é completamente seguro. O facto é que não sabemos muito sobre o impacto do seu uso recorrente, do uso numa idade muito jovem ou sobre o uso de canábis que não seja fumado”, disse a investigadora Deborah Korenstein, do Memorial Sloan Kettering Cancer Center.

 

Fonte: Planeta ZAP // HypeScience

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar

REVENDA MODA INFANTIL