Ciência mostra qual a maneira mais saudável de beber café | TVPAULISTA.com Para dispositivos móveis

Uma equipe de investigadores suspeitam que beber café pode trazer benefícios para a nossa saúde e descobriram qual a melhor forma de fazê-lo.   Desde um expresso a um cappuccino, há centenas de formas diferentes de beber café. Não só em Portugal, mas u...

alimentos, rotulo, embalagem, industrializados, biscoitos, sal, doces, sódio, açucar, pesquisa

Ciência mostra qual a maneira mais saudável de beber café

Publicado por: Editor
25/04/2020 12:56 PM
Courtesy Pixabay
Courtesy Pixabay

Uma equipe de investigadores suspeitam que beber café pode trazer benefícios para a nossa saúde e descobriram qual a melhor forma de fazê-lo.

 

Desde um expresso a um cappuccino, há centenas de formas diferentes de beber café. Não só em Portugal, mas um pouco em todo o mundo, o hábito de beber é bastante comum e faz movimentar um indústria avaliada em 30 mil milhões de dólares. No entanto, o consumo regular de café pode afetar a nossa saúde.

 

Com tantas formas de fazer café, qual é a que aquele mais benéfico para a nossa saúde? Um estudo publicado esta semana na revista científica European Journal of Preventive Cardiology comparou as diferentes formas de fazer café e descobriu qual o derradeiro vencedor.

 

Depois de acompanhar os efeitos na saúde e os hábitos de consumo de café de mais de meio milhão de pessoas na Noruega durante 20 anos, uma equipa de investigadores descobriu que beber moderadamente café filtrado proporciona o menor risco de mortalidade cardiovascular.

 

De acordo com a Inverse, os cientistas concluem que parece ajudar as pessoas a evitar doenças e mortes prematuras. E mais surpreendentemente ainda, beber café filtrado pode até aumentar a longevidade. Desta forma, beber café desta forma pode até ser mais benéfico para a saúde do que nem sequer beber.

 

“O nosso estudo fornece evidências fortes e convincentes de uma associação entre métodos de fazer café, ataques cardíacos e longevidade”, diz Dag Thelle, coautor do novo estudo e investigador da Universidade de Gotemburgo, na Suécia.

 

Por outro lado, o café não filtrado é a maneira mais perigosa de consumir esta bebida, de acordo com os investigadores. Os métodos de café não filtrado envolvem deixar a borra de café repousar por um período prolongado de tempo em água quente. Expressos, cappuccinos e café turco, por exemplo, são alguns dos cafés feitos desta forma.

 

“O café não filtrado contém substâncias que aumentam o colesterol no sangue“, explica Thelle. “O uso de um filtro remove essas substâncias e reduz a probabilidade de ataques cardíacos e morte prematura”.

 

Os dados do estudo mostram que pessoas que bebiam café filtrado tinham um risco 15% menor de morte em comparação com pessoas que não tomam café. Embora não consigam provar que o café seja o responsável por esta menor mortalidade, os investigadores acreditam que esse seja o caso devido ao facto de o café ser rico em antioxidantes.

 

A menor taxa de mortalidade foi verificada em pessoas que bebiam entre uma e quatro chávenas de café filtrado por dia.

 

Fonte: Planeta ZAP //

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar

REVENDA MODA INFANTIL

Vídeos relacionados