Técnica com luz solar torna água do mar potável em menos de 30 minutos | TVPAULISTA.com Televisão via Internet

Cientistas conseguiram transformar água salobra e do mar em água potável, em menos de 30 minutos, usando quadros de metal-orgânicos (MOFs) e luz solar.   De acordo com a agência Europa Press, a equipa não só foi capaz de filtrar partículas nocivas da á...

tecnologia, negócios, empreendimentos, aplicativos, designers, projetos, startup, luz, sol, dessalinização

Técnica com luz solar torna água do mar potável em menos de 30 minutos

Publicado por: Editor
29/08/2020 03:42 PM

Cientistas conseguiram transformar água salobra e do mar em água potável, em menos de 30 minutos, usando quadros de metal-orgânicos (MOFs) e luz solar.

 

De acordo com a agência Europa Press, a equipa não só foi capaz de filtrar partículas nocivas da água e gerar 139,5 litros de água limpa por quilograma de MOF por dia, como também realizar esta tarefa com mais eficiência energética do que as práticas de dessalinização atuais.

 

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a água potável de boa qualidade deve ter sólidos totais dissolvidos (TDS) de <600 partes por milhão (ppm). Os cientistas conseguiram atingir um TDS de <500 ppm em apenas 30 minutos e regenerar o MOF para a sua reutilização em quatro minutos sob a luz solar.

 

Os investigadores criaram um MOF chamado PSP-MIL-53, que foi sintetizado pela introdução de acrilato de espiropirano (PSP) nos poros do MIL-53, um MOF bem conhecido pelos seus efeitos respiratórios e transições sobre a adsorção de moléculas como a água e o dióxido de carbono.

 

“Os processos de dessalinização térmica por evaporação consomem muita energia e outras tecnologias, como a osmose inversa, apresentam várias desvantagens, incluindo alto consumo de energia e uso de produtos químicos na limpeza de membranas”, declara Huanting Wang, professor do Departamento de Engenharia Química da Universidade Monash, na Austrália, e autor principal do estudo publicado, a 10 de agosto, na revista científica Nature Sustainability.

 

O investigador explica que “a luz solar é a fonte de energia mais abundante e renovável do planeta Terra” e, por isso o “desenvolvimento de um novo processo de dessalinização por adsorção mediante o uso da luz solar para a regeneração proporciona uma solução de dessalinização eficiente em termos de energia e é sustentável do ponto de vista ambiental”, acrescenta.

 

Fonte: Planeta ZAP //

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar