A Internet está contribuindo para as alterações climáticas (e isso pode ser o seu fim) | TVPAULISTA.com Televisão via Internet

A Internet está causando o seu próprio fim. Cada linha de código requer eletricidade para funcionar e grande parte dessa eletricidade vem de combustíveis fósseis. Porém, cada libertação dióxido de carbono das centrais elétricas está levando a Internet...

noticias, jornalismo, reportagens, investigação, economia, tecnologias

A Internet está contribuindo para as alterações climáticas (e isso pode ser o seu fim)

Publicado por: Editor
21/10/2020 03:02 PM

A Internet está causando o seu próprio fim. Cada linha de código requer eletricidade para funcionar e grande parte dessa eletricidade vem de combustíveis fósseis. Porém, cada libertação dióxido de carbono das centrais elétricas está levando a Internet à ruína.

 

A ascensão dos smartphones coloca mais informações ao nosso alcance do que nunca, enquanto a crescente complexidade dos sites significa que é necessário mais energia para fornecer essas informações. Assim, a crescente pegada de carbono da Internet é um grande problema.

 

O uso de internet de cada pessoa, na verdade, apenas emite uma pequena quantidade de carbono. Por exemplo, cada e-mail enviado emite aproximadamente 0,004 quilogramas de dióxido de carbono. No entanto, com 150 milhões de emails enviados ao redor do mundo num minuto, emite 60 mil quilogramas de dióxido de carbono.

 

Com 57,3% da população mundial com acesso e a usar a Unternet, se continuarmos a usá-la de forma irresponsável estaremos indiretamente a causar danos prejudiciais ao meio ambiente.

 

De acordo com o Gizmodo, um relatório de 2019 revelou que a produção e o uso de tecnologia digital respondem por 4% de todas as emissões de carbono do mundo – mais do que as emissões globais da aviação.

 

A demanda de energia está a aumentar 9% por ano, colocando a Internet na vanguarda da crise climática.

 

No entanto, muitas infraestruturas da Internet estão na linha de frente. Muitos dos cabos e nós de fibra ótica que permitem que a Internet aconteça estão localizados no nível do mar. Um estudo publicado em 2018 mostra que a elevação do nível do mar nos próximos 15 anos pode inundar 6.545 quilómetros de fibra permanentemente.

 

Por outro lado, segundo o Green Journal, empresas globais como Facebook e Amazon estão a trabalhar em soluções de data center. Essas empresas pretendem ter data centers com eficiência energética, alimentados por energia 100% renovável, este ano para ajudar a reduzir o impacto do carbono que o uso da Internet impõe ao meio ambiente.

 

O uso da Internet é inevitável, mas não precisamos de sacrificar o planeta para continuar a usá-la.

 

Fonte: Planeta ZAP //

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar