Chefes de família ganham capacitação profissional e bolsa-auxílio

Publicado por: Editor
16/02/2022 03:13 PM
Exibições: 95
Gov SP
Gov SP

Expansão do Programa Prospera Família, do Governo de São Paulo, prevê beneficiar mais 15 mil famílias em situação de vulnerabilidade social em 2022

 

O Governo de São Paulo vai investir R$ 99 milhões neste ano no Programa Prospera Família para a expansão da iniciativa a mais municípios no Estado. Com a inclusão social, estímulo à geração de renda, qualificação profissional e incentivos financeiros, o programa oferece a pais e mães que assumem sozinhos a responsabilidade de suprir as necessidades de suas famílias a oportunidade de romper o ciclo de perpetuação de pobreza em que vivem.

 

A expectativa para 2022 é de impactar mais 15 mil famílias, além das 12,5 mil vagas já disponibilizadas, de 23 municípios que integraram o programa em 2021: Biritiba-Mirim, Capão Bonito, Carapicuíba, Iguape, Itanhaém, Itararé, Juquitiba, Mongaguá, Pirapora do Bom Jesus, Registro, São Lourenço da Serra, Arujá, Bertioga, Cajamar, Embu das Artes, Embu-Guaçu, Francisco Morato, Guararema, Itaquaquecetuba, Miracatu, Peruíbe, Poá e Teodoro Sampaio. Para este ano, mais cidades serão contempladas, a partir de um estudo que está em desenvolvimento pela SEDS (Secretaria de Desenvolvimento Social de São Paulo), responsável pela gestão do programa.

 

O Prospera Família atende exclusivamente chefes de famílias monoparentais, inscritos no CadÚnico, em situação de extrema pobreza e com dependentes na primeira infância (de 0 a 6 anos). Faz parte das 18 ações sociais do Bolsa do Povo, projeto criado pelo Governo de São Paulo e encaminhado pela Secretaria da Casa Civil à aprovação da Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo) no ano passado.

 

Durante os 12 meses de programa, os beneficiários participam de três ciclos de atividades. Desenvolvimento Humano, processo de acompanhamento familiar contínuo com suporte de um tutor; Capacitação Profissional; e Empreendedorismo. A tutoria é realizada por um psicólogo ou assistente social, que apoia o participante na construção de seu Projeto de Vida, acompanhando seu desenvolvimento ao logo de toda a jornada do programa.

 

Para a qualificação profissional, são oferecidas 12 opções de cursos que contam com o suporte do Centro Paula Souza, vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Econômico: manicure; maquiagem; assistente de cabelereiro; culinária básica; panificação; confeitaria; customização de roupas e acessórios; corte e costura; recepção e atendimento; operador de telemarketing; operador de caixa; e técnicas de vendas.

 

O Prospera Família oferece, ainda, apoio financeiro mensal a partir de R$ 100 valor calculado de acordo com o perfil da família. No decorrer na terceira etapa e também após a conclusão deste último ciclo, os beneficiários recebem um incentivo de R$ 2 mil pagos em duas parcelas. A transferência de renda pretende minimizar a situação permanente de escassez, além de incentivar a geração de renda sustentável para a execução do Projeto de Vida.

 

Os critérios para a seleção dos municípios participantes se baseiam na maior concentração de pessoas em situação de vulnerabilidade social. As prefeituras, por sua vez, são as responsáveis pela implantação do programa localmente e atendimento direto aos beneficiários, sempre sob a gestão direta da SEDS.

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar

Vídeos relacionados

Comentários