“Vamos ter outra pandemia”, acredita Bill Gates

Publicado por: Editor
22/02/2022 12:27 PM
Exibições: 123

A covid-19 continua muito presente no nosso dia-a-dia, mas Bill Gates, co-fundador da Microsoft, acredita que uma outra pandemia estará para breve.

 

Apesar de reconhecer que o risco de desenvolver covid-19 grave diminuiu “drasticamente”, Bill Gates acredita que o surgimento de outra pandemia já é quase certo.

 

Em declarações à CNBC, o milionário referiu que resultará de um patógeno diferente do da família do coronavírus e ressalvou que os avanços na tecnologia médica devem ajudar a combatê-la mais eficientemente – isto se forem feitos investimentos neste momento.

 

Vamos ter outra pandemia. Será um agente patogénico diferente da próxima vez”, vaticinou, durante a Conferência Anual de Segurança de Munique, na Alemanha. E, dissem o fundador da Microsoft em setembro, não estamos preparados para ela.

 

“O custo de estarmos preparados para a próxima pandemia não é assim tão grande. Não é como as alterações climáticas. Se formos racionais, sim, na próxima vez apanhamo-la cedo”, acrescentou, citado pelo Futurism.

 

Embora pareça assustador pensar numa nova pandemia quando a covid-19 ainda continua a dar dores de cabeça um pouco por todo o mundo, o curso da história humana corrobora as afirmações de Gates: as doenças vão e vêm, adaptando variantes ao longo do tempo.

 

Dois anos após o início da pandemia de covid-19, Bill Gates sublinhou que os piores efeitos relacionados com a doença desapareceram à medida que grandes faixas da população ganharam algum nível de imunidade, assim como a sua gravidade, que também diminuiu com a variante Ómicron.

 

“O risco de desenvolver doença grave, que está principalmente associado a ser-se idoso e ter obesidade ou diabetes, é agora drasticamente reduzido por causa da exposição à infeção”, explicou.

 

No entanto, prosseguiu, em muitos casos isso deve-se ao próprio vírus, fazendo, por vezes, “um trabalho melhor em chegar à população mundial do que as vacinas”.

 

O responsável disse ainda que já é “tarde demais” para atingir a meta da Organização Mundial da Saúde (OMS) de vacinar 70% da população global até meados de 2022. Atualmente, 61,9% da população recebeu pelo menos uma dose da vacina.

 

Originalmente Publicado por:  Planeta ZAP //

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar

Comentários