Higiene íntima, mais do que um simples banho

Publicado por: Editor
06/05/2022 07:28 AM
Cortesia Editorial Pixabay/iStock
Cortesia Editorial Pixabay/iStock

 Especialista previne sobre excessos e orienta na escolha adequada dos produtos higienizantes disponíveis no mercado.

 

Controvertida e, muitas vezes, erroneamente relacionada apenas às mulheres com vida sexual ativa, a higiene íntima se revela parte importante da saúde feminina. Considerada pelos médicos como medida preventiva para várias doenças genitais, como as DST – doenças sexualmente transmissíveis, a higiene íntima também é uma coadjuvante importante para a prevenção do câncer de colo uterino. 

 

Por isso, tanto quanto a consulta periódica ao ginecologista, a higiene íntima deve fazer parte da rotina da mulher moderna. E, mais do que um simples banho, a escolha do produto correto é um desafio que se coloca para todas as mulheres, diante da prateleira do supermercado. Segundo a Dra. Flavia Addor, médica dermatologista e diretora técnica da Medcin Instituto da Pele, um dos maiores centros privados de dermatologia do Brasil,  antes de escolher um simples sabonete é preciso considerar algumas peculiaridades do corpo feminino. “A higiene íntima é fundamental para que as mulheres se sintam confortáveis e seguras”, afirma a Dra. Flavia, “porém, é preciso muita atenção com produtos que, além de higienizar, acabam por agredir o ambiente vaginal”, complementa.

 

O uso de produtos íntimos, que facilitam a higiene diária, é a opção mais freqüente entre as mulheres. Porém, alguns deles têm características que podem desequilibrar a flora vaginal, deixando-a mais vulnerável a irritações e infecções. Por isso, é importante observar alguns cuidados:

 

  1. O uso destes produtos deve se limitar à área genital externa; duchas vaginais, por exemplo, somente sob indicação médica;

 

  1. Procure saber se o produto realmente é  seguro para higiene íntima: na rotulagem, deve ter o número de registro na ANVISA (agência nacional de vigilância sanitária);

 

  1. A qualquer sinal de irritação: vermelhidão, coceira, ardência - o produto deve ser suspenso e um médico deve ser consultado.

             

A higiene íntima, assim como a higiene geral de todo corpo, está relacionada ao bem-estar, conforto, segurança e saúde. Assim, de acordo com o que aconselha a Dra. Flavia Addor, além dos cuidados durante o banho diário deve-se evitar:

-          Aplicar desodorizantes nas partes genitais;

-          Usar roupas íntimas apertadas e sem ventilação. Preferencialmente use sempre peças de algodão;

-          Ao lavar as roupas íntimas, tenha sempre um cuidado extra em remover resíduos de sabões e amaciantes. Eles podem ser causas freqüentes de reações irritativas ou alérgicas nesta área.

 

Por Dra. Flavia Addor

Médica dermatologista, membro efetivo Sociedade Brasileira de Dernatologia (SBD)

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar

Comentários