Mulheres que não fogem a luta

Publicado por: Editor
31/05/2022 08:52 AM
Exibições: 75
Fotos: Alina Mykhailova https://www.facebook.com/MAlina.Mykhailova
Fotos: Alina Mykhailova https://www.facebook.com/MAlina.Mykhailova

Desde os primeiros dias de uma deputada da Câmara Municipal de Kyiv na guerra em larga escala 

 

Alina Mikhailova, juntamente com outras centenas de mulheres, integra as fileiras do primeiro grupo de assalto separada do duk PS juntamente com o irmão Boratât . Estão em posições em alagum lugar no leste da Ucrânia.


A Deputada da Câmara Municipal de Kyiv, Alina Mikhailova: "Centenas de milhares de ucranianos pegaram em armas e foram lutar contra os invasores, alguns deles já tinham experiência de combate e habilidades profissionais adquiridas ao longo de oito anos de guerra no leste da Ucrânia, e outros apenas profundas  motivações para expulsar o inimigo para fora da Ucrânia. Além disso, centenas de milhares de cidadãos voluntariaram-se porque não conseguiram ficar longe da guerra russo-ucraniana e deixar nosso povo em paz. A guerra em grande escala é um caminho de sacrifício a longo prazo que podemos vencer e vencer juntos. Sim, quebramos o plano original do inimigo e impedimos que ele tomasse conta de um país inteiro. No entanto, não podemos esquecer que existe uma ameaça diária de ataques aéreos inimigos, e a verdadeira luta continua no Sul e no Leste da Ucrânia - estamos à beira das nossas capacidades humanas e do heroísmo" Afirma Alina.


Voluntários e soldados ucranianos entram diariamente em batalhas, onde estão gravemente feridos e ao mesmo tempo não se rendem e destroem a artilharia inimiga.

 

Fotos: Alina.Mykhailova - https://www.facebook.com/MAlina.Mykhailova

A jovem  Deputada Alina Mikhailova comenta em sua rede social: "A Rússia é extremamente cruel nos combates de guerra, os invasores estão  destruindo o povo ucraniano, bombardeando territórios sem fundamento e  comete um verdadeiro genocídio da nossa gente. Cada um de nós está ciente de que esta é uma guerra sangrenta que não vai acabar de repente, por isso estamos prontos para defender a Ucrânia até à vitória. Na linha da frente, há vida, morte, vitória e uma luta sangrenta na defesa por cada pedaço da terra. Fazemos parte da nova história da Ucrânia, agora existe uma luta extensa e uma resistência heróica dos ucranianos contra o inimigo. Mantemo-nos firme e não vamos sucumbir às provocações da Rússia". Concluí guerreira Alina

 

Editado por Mike Nelson

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar

Comentários