Os benefícios da atividade física para o sistema vascular

Publicado por: Feed News
05/04/2023 18:54:01
Exibições: 73
Cortesia Editorial Pixabay
Cortesia Editorial Pixabay

Prática de exercitar-se melhora a qualidade de vida e previne doenças como AVC, infarto e falta de circulação dos membros inferiores

 

A atividade física deve fazer parte da rotina das pessoas, principalmente para quem tem problemas circulatórios. Quem se exercita tem menor risco de ter doenças vasculares periféricas, como o desenvolvimento de varizes, trombose, feridas, entre outras complicações.

 

A prática de forma regular é essencial para o sistema venoso, pois fortalece a musculatura, principalmente da panturrilha, favorece o retorno do sangue ao coração, diminui a pressão venosa nos membros inferiores e melhora os sintomas como dor, peso e inchaço, fortifica a parede das veias. Além disso, reduz os níveis de pressão arterial, colesterol no sangue, reforça o músculo do coração, ajuda a circulação arterial periférica e previne doenças como AVC, infarto e falta de circulação dos membros inferiores.

 

Conforme o cirurgião vascular e vice-diretor de Defesa Profissional da Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular da Regional São Paulo, Dr. Vinícius Bertoldi, alguns exercícios físicos são essenciais e devem ser realizados com frequência. “Os mais favoráveis para o sistema circulatório são as caminhadas, corridas, hidroginástica, natação, ciclismo e alongamento. Já as atividades de alto impacto e intensas precisam ser avaliadas, pois podem sobrecarregar o sistema venoso. O esforço muscular, muitas vezes, acarreta lesão por sobrecarga. Por exemplo, a musculação com muito peso e muitas repetições são capazes de aumentar a pressão intra-abdominal, que dificulta o retorno de sangue ao coração e provocar uma piora de alguns sintomas como dor, sensação de peso, cansaço e inchaço. Vale ressaltar que a atividade física deve ser sempre realizada de forma segura, respeitando os limites e as condições de saúde de cada pessoa”, alerta o médico.

 

É comum que pacientes que já tiveram trombose venosa profunda (TVP) fiquem com dúvida em que momento devem voltar a praticar atividade física regularmente. Essas pessoas devem conversar com o especialista vascular antes de iniciar qualquer programa de exercícios, pois a gravidade da trombose e a presença de outras condições médicas podem influenciar na recomendação e no tipo de atividade inicial. Em geral, a prática é benéfica para pessoas que tiveram TVP, pois ajuda a melhorar a circulação sanguínea e prevenir a formação de novos coágulos. No entanto, a intensidade e o tipo da atividade recomendada devem variar de acordo com as características individuais de cada paciente.  O importante é sempre seguir as orientações para evitar o risco de complicações. “De uma forma geral, o quanto mais cedo o paciente começar a deambular, melhor para a recuperação, e também diminui a chance de síndrome pós-trombótica, que são as sequelas deixadas na perna após um episódio de trombose”, afirma o Dr. Bertoldi.

 

Outra orientação durante os exercícios é usar a meia de compressão. Em alguns casos específicos, como em pessoas que têm problemas de circulação sanguínea nas pernas, como varizes ou insuficiência venosa crônica, a meia ajuda a melhorar a circulação sanguínea e a prevenir a formação de coágulos, estabiliza a vibração muscular e diminui os sintomas como inchaço, dor e sensação de peso durante e após as atividades. É fundamental que o tamanho seja adequado à forma das pernas do paciente para garantir a eficácia do tratamento. O tipo e a compressão ideal devem ser recomendados pelo médico vascular.

 

A recomendação para uma vida saudável é ter como rotina os exercícios adequados a cada pessoa. Além disso, é imprescindível incluir uma alimentação equilibrada, ingerir bastante líquido, controlar o peso, colesterol, açúcar no sangue, pressão arterial, ter um sono regular, evitar tabagismo e a ingestão excessiva de bebidas alcoólicas e, sobretudo, respeitar os limites do corpo. Seguindo essas orientações, é possível contribuir para o bom funcionamento do organismo como um todo, melhorando a disposição e o bem-estar. “Muitas doenças só precisam ser prevenidas para evitar o tratamento desgastante. Por isso é sempre importante fazer um check-up. Viver bem é viver saudável”, orienta o cirurgião vascular.

 

O cirurgião vascular e presidente da SBACV-SP, Dr. Fabio Rossi, também salienta a importância da atividade física para garantir uma boa qualidade de vida. “Nada substitui a alimentação saudável e a prática do exercício físico para a prevenção das doenças vasculares, seja no sistema circulatório arterial, venoso ou linfático. O estímulo a essas práticas deve ser iniciado já na infância, e a SBACV-SP vem fazendo várias campanhas para educar a população nesse sentido. Além disso, caso apareçam sintomas, é muito importante que o cirurgião vascular seja procurado, pois mesmo que inicialmente não sejam graves, por meio de exames não invasivos, como o Doppler Vascular, é possível identificar se existe algum distúrbio circulatório e a sua gravidade”.

 

A SBACV-SP tem como missão levar informação de qualidade sobre saúde vascular para toda a população. 

 

Sobre a SBACV-SP

A Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular – Regional São Paulo – SBACV-SP, entidade sem fins lucrativos, é a Regional oficial da Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV) no estado de São Paulo.

Imagens de notícias

Categorias:
Tags:

Compartilhar

Comentários