Brasil atua como "macaco" imitando a propaganda russa e chinesa sobre a guerra na Ucrânia

Publicado por: Feed News
17/04/2023 18:18:19
Exibições: 129
O porta-voz do Conselho de Segurança Nacional, John Kirby/Kevin Dietsch/Getty Image
O porta-voz do Conselho de Segurança Nacional, John Kirby/Kevin Dietsch/Getty Image

Em 17 de abril, os Estados Unidos criticaram duramente o Brasil por sua posição sobre a guerra que a Rússia trava contra a Ucrânia. A informação foi divulgada pela AFP em 17 de abril.

 

"Nesse caso, o Brasil está imitando a propaganda russa e chinesa sem nenhuma consideração pelos fatos", disse o porta-voz do Conselho de Segurança Nacional, John Kirby, a repórteres.

 

Mais cedo, durante uma viagem à China, o presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva disse que "os Estados Unidos supostamente encorajam a guerra na Ucrânia".

 

Hoje, dia 17 de abril, Lula da Silva receberá o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov, na capital do Brasil. Antes do encontro com o líder brasileiro, Lavrov, em conversas com o ministro das Relações Exteriores do Brasil, Mauro Vieira, afirmou que seu país está "interessado" no fato de a guerra na Ucrânia (que ele chama de "conflito" - ed. .) termine "o mais rápido possível".

 

A Ucrânia afirmou repetidamente que a paz só será alcançada quando a Rússia deixar todos os territórios ocupados, incluindo a Crimeia. "A verdadeira paz significa a restauração das fronteiras internacionalmente reconhecidas da Ucrânia. Paz real significa uma pátria segura para as pessoas na Crimeia ucraniana que estão sendo visadas", disse o ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Dmytro Kuleba, na semana passada na Conferência de Segurança do Mar Negro em Bucareste.

 

Com nformações da RadioSvoboda  (UA)

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar

Comentários