Se você tem tatuagens melhor ler isso

Publicado por: Feed News
13/11/2023 21:42:48
Exibições: 161
Cortesia Editorial Pixabay
Cortesia Editorial Pixabay

Pesquisa recente sugere que as pessoas com tatuagens têm maiores probabilidades de serem presas, mesmo quando não há historico criminoso.

 

Um estudo recente publicado na revista Deviant Behavior aponta que indivíduos com tatuagens permanentes têm um risco significativamente maior de serem presos, condenados e encarcerados em comparação com aqueles sem tatuagens.

 

Este aumento do risco continua mesmo após os dados serem ajustados a variáveis como comportamento criminoso autodeclarado, auto-controle, associação a pares delinquentes e fatores demográficos.

 

A pesquisa, conduzida pela autora Rima Dzhansarayeva, mergulhou na análise de dados longitudinais do “National Longitudinal Study of Adolescent to Adult Health” (Add Health), que acompanha um grande número de estudantes americanos desde o ensino básico. Abrangendo um período de recolha de dados iniciado em 1994-1995 até a última onda em 2007-2008, o estudo contemplou respostas de 20.745 adolescentes e 17.700 cuidadores.

 

O estudo destacou uma associação entre ter tatuagens e níveis elevados de delinquência, maior exposição a pares delinquentes e uma probabilidade mais alta de estar a receber apoios públicos. Em termos de dados raciais, participantes brancos apresentavam uma proporção menor de tatuagens comparativamente a outros grupos étnicos, relata o Psy Post.

 

Especificamente, os homens com tatuagens mostraram-se mais de duas vezes e meia mais propensos a serem detidos, quase quatro vezes mais propensos a serem condenados e três vezes mais a serem presos em comparação com os homens sem tatuagens.

 

As mulheres tatuadas também tinham maiores probabilidades de problemas com a justiça: 1,75 vezes mais probabilidades de detenção, 1,68 vezes de condenação e 1,9 vezes de prisão.

 

A equipe sugere que a presença de uma tatuagem permanente pode desencadear um efeito de discriminação que influencia o modo como os indivíduos são processados pelo sistema de justiça criminal, indicando que o estigma associado às tatuagens pode ter um papel preponderante nesta dinâmica.

 

Apesar dos resultados significativos, o estudo não está isento de limitações. A recolha de dados sobre tatuagens foi realizada através de uma única pergunta de sim ou não, sem considerar detalhes como quantidade, tamanho e visibilidade das tatuagens. Além disso, as influências foram medidas unicamente por meio de auto-relatos simplificados, o que pode limitar a compreensão da complexidade dessas variáveis.

Com informações do Planeta ZAP 

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar

Comentários