Desafios e Ameaças à infraestrutura de cabos submarinos: Impactos potenciais na internet global

Publicado por: Editor Feed News
11/03/2024 19:55:10
Exibições: 98
Cortesia Editorial Pixabay/iStock
Cortesia Editorial Pixabay/iStock

Explorando as vulnerabilidades e implicações econômicas diante de danos em cabos submarinos e as estratégias geopolíticas de Rússia e China.

 

O recente incidente no Mar Vermelho, onde quatro cabos submarinos foram danificados, levanta preocupações sobre a segurança da infraestrutura de cabos submarinos que sustentam a Internet global. Com 574 cabos submarinos em operação em 2024, a interrupção dessas conexões pode resultar em perda de acesso a redes sociais, e-mails e impactos significativos no sistema financeiro mundial.

 

A TeleGeography destaca França, EUA e Japão como líderes na instalação de cabos de fibra ótica, enquanto gigantes tecnológicos como Google, Meta e Microsoft investem cada vez mais nessa infraestrutura. Embora os especialistas apontem que danos a cabos ocorram regularmente, a preocupação principal é a possibilidade de um ataque terrorista ou de um país hostil desativar a Internet global.

 

A concentração de cabos em pontos estratégicos, como estreitos como Malaca e o Mar Vermelho, aumenta a vulnerabilidade da rede global. Embora danos em alguns cabos não levariam ao desaparecimento total da Internet, há preocupações sobre os riscos econômicos e as implicações para o comércio internacional e transações financeiras.

 

Além disso, os alertas da OTAN sobre a ameaça russa à infraestrutura de cabos submarinos e a expansão da China na construção de sua própria rede de cabos de fibra ótica geram preocupações adicionais. A China busca estrategicamente desenvolver sua infraestrutura de cabos, buscando influência comercial e política no Oceano Índico e oferecendo preços competitivos.

 

Embora especialistas argumentem que a destruição total da Internet devido a sabotagem submarina seja improvável, a interconexão global e a dependência desses cabos para comunicações e transações destacam a necessidade de reforçar a segurança dessa infraestrutura crítica.

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar

Comentários