Comissário Europeu revela valores impressionantes de ativos congelados durante conferência em Haia.

Publicado por: Editor Feed News
03/04/2024 10:45:40
Exibições: 144
Divulgação/Redes Sociais/Captura de Tela
Divulgação/Redes Sociais/Captura de Tela

Países da UE Congelam Bilhões de Euros em Ativos Russos: Destino Pode ser a Compensação para a Ucrânia

 

A União Europeia tomou medidas drásticas, congelando mais de 240 mil milhões de euros em ativos privados e estatais russos. O Comissário Europeu para a Justiça, Didier Reynders, revelou esses números durante a conferência "Restaurando a Justiça para a Ucrânia", em Haia.

 

Um total de 37 mil milhões de euros em ativos privados russos e cerca de 208 mil milhões de euros em ativos estatais da Rússia foram bloqueados em países europeus. Reynders destacou que o objetivo da UE é garantir que esses ativos congelados sejam utilizados para compensar os danos infligidos à Ucrânia pela agressão russa.

 

Enquanto as discussões continuam sobre o destino desses recursos, estima-se que entre 2 e 3 mil milhões de euros por ano possam ser disponibilizados para ajudar a Ucrânia. Recentemente, foi aberto o Registro de Danos da Ucrânia em Haia, permitindo que aqueles afetados pela guerra na Federação Russa solicitem indemnizações. Mais de 200 ucranianos já apresentaram pedidos de compensação.

 

Além disso, em Kiev, o Conselho da Europa inaugurou o Gabinete do Registro de Danos Causados ​​pela Agressão da Federação Russa, um passo significativo para tornar o Registro de Perdas totalmente operacional. Logo, os ucranianos poderão apresentar pedidos de compensação apropriados por meio deste serviço. Adicionalmente, um novo serviço permite que as pessoas submetam reclamações ao Registro Internacional de Perdas, especialmente para propriedades danificadas durante o conflito.

Imagens de notícias

Compartilhar

Comentários