Fim do controle do Hamas sobre Gaza

Publicado por: Feed News
14/11/2023 19:13:21
Exibições: 111
Atef Safadi / EPA
Atef Safadi / EPA

Descrição do ministro da Defesa de Israel: combatentes do Hamas fogem para sul e as suas bases estão a ser saqueadas pelos civis.

 

O ministro da Defesa israelita garantiu que o Hamas “perdeu o controlo de Gaza” e os seus combatentes estão “a fugir para sul“, após mais de cinco semanas de guerra entre Israel e o movimento islamita palestiniano.

 

Os civis “estão a saquear as bases do Hamas. Já não têm qualquer confiança no Governo [do Hamas]” no poder no pequeno território palestiniano, frisou Yoav Gallant, numa mensagem de vídeo transmitida por várias televisões.

 

“Não há qualquer força do Hamas capaz de parar as IDF [sigla das Forças de Defesa de Israel em inglês]”, disse Gallant, explicando que os militares israelitas estão a “avançar em todos os pontos”.

 

Desde o final de outubro que as tropas israelitas têm avançado no norte do estreito território e os combates com os militantes do Hamas estão agora a ter lugar no coração da cidade de Gaza, onde ainda existem dezenas de milhares de civis.

 

O Exército israelita tem divulgado diariamente imagens de novas infraestruturas militares do Hamas desmanteladas em Gaza, de esconderijos de armas, túneis e comandantes do movimento palestiniano mortos durante as operações.

 

As IDF e os serviços secretos (ISA) israelitas tinham reivindicado terem abatido o chefe do Grupo de Mísseis Antitanque da Brigada Khan Yunis e o ex-líder dos Serviços de Informações Militares do Hamas.

 

Além disso, de acordo com um comunicado conjunto, a que a agência Lusa teve acesso, prossegue Israel, foi morto Mohammed Khamis Dababash, um operacional sénior do Hamas que, no passado, foi chefe dos serviços secretos militares do movimento islamita.

 

Os batalhões do Hamas no norte da Faixa de Gaza sofreram “golpes significativos” nas últimas semanas e muitos destes lutam agora para organizar os seus ataques, devido à morte dos seus comandantes.

 

Muitos especialistas alertaram para o perigoso confronto direto entre o Exército e o Hamas na devastada Gaza, que expõe ambos os campos a uma fase de combates urbanos de alto risco.

 

As organizações humanitárias internacionais estão a intensificar os apelos a um cessar-fogo na Faixa de Gaza, onde faltam água potável, energia e medicamentos, e a ajuda humanitária é insuficiente.

 

O porta-voz das IDF, o contra-almirante Daniel Hagari, mostrou imagens do hospital infantil Rantisi, onde na cave foi encontrado “um centro de controlo e comando do Hamas, coletes suicida, granadas, metralhadoras AK-47, engenhos explosivos, lançadores de granadas e outras armas”.

 

De acordo com as IDF, o Hamas tem reféns naquele hospital.

Assim, Israel reforça que “o Hamas se esconde em hospitais” e que usa os civis como “escudos humanos”.

Com informações da Agência ZAP Lusa

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar

Comentários