AstraZeneca Inicia Recall Global da Vacina COVID-19 alega Excesso de Estoque

Publicado por: Feed News
09/05/2024 16:44:38
Exibições: 115
Cortesia Editorial Freepik
Cortesia Editorial Freepik

AstraZeneca Anuncia Recall Global da Vacina COVID-19 sob o pretexto de Excesso de Estoque

 

A gigante farmacêutica AstraZeneca chocou o mundo ao iniciar um recall em massa de sua vacina contra a COVID-19 devido ao excesso de medicamentos atualizados no mercado. A decisão, divulgada recentemente, destaca uma mudança drástica na dinâmica da demanda por vacinas.

 

De acordo com a empresa, a retirada da vacina, comercializada na Europa sob o nome Vaxzevria, se deve a uma superabundância de doses atualizadas disponíveis, projetadas especificamente para combater as mais recentes variantes do vírus. A medida também é atribuída a uma diminuição significativa na procura pelos produtos da AstraZeneca, uma vez que a disponibilidade de vacinas levou a uma diminuição da demanda.

 

"A disponibilidade de múltiplas variantes da vacina COVID-19 desde o início da pandemia resultou em uma superabundância de vacinas atualizadas disponíveis no mercado", explicou a AstraZeneca em um comunicado oficial.

 

A partir de 7 de maio de 2024, a vacina será retirada do mercado em toda a União Europeia, com planos de implementar medidas semelhantes em outros países que aprovaram o uso do medicamento, incluindo a Grã-Bretanha, Coreia do Sul e Índia.

 

A vacina, desenvolvida em parceria com a Universidade de Oxford, obteve aprovação de várias autoridades de saúde em todo o mundo, incluindo a Organização Mundial da Saúde, União Europeia e Canadá. No entanto, a empresa enfrentou controvérsias anteriormente devido a efeitos colaterais raros, como coágulos sanguíneos e baixos níveis de plaquetas.

 

Até setembro de 2022, a vacina AstraZeneca foi amplamente utilizada na Ucrânia, com 4,9 milhões de doses importadas para o país. Esta decisão de recall tem implicações significativas para o fornecimento e distribuição global de vacinas contra a COVID-19, marcando um novo capítulo na luta contra a pandemia.

Compartilhar

Comentários